Mentoreamento

MENTOREAMENTO – VIDA EM VIDAS

Em consonância com sua filosofia educacional, o SBPV propõe um acompanhamento integral (cognitivo, afetivo e comportamental) do aluno no decorrer dos estudos do Mestrado em Ministérios. Cada aluno deve escolher um “mentor” no início de seus estudos.

Descrição do Mentor.

O mentor do aluno deve ser alguém que ele respeita pela sua dignidade e caráter pessoal, familiar e ministerial, e com quem sente a liberdade de “se expor”. Deve ser uma pessoa acessível, para que os encontros de fato aconteçam conforme projeto pelo Curso.

O mentor não precisa ser o “chefe” do mestrando, e não precisa ter feito curso superior ou pós-graduação. Mas espera-se que seja alguém capaz de estimular o mestrando “ao amor e boas obras” (Hb 10.24,25), a excelência nos estudos, e ao desenvolvimento do caráter de Jesus Cristo, com crescimento em habilidades ministeriais. Deve ser alguém responsável, comprometido com a visão de investimento de “vida em vidas” (2 Tm 2.2).

Descrição de Tarefas do Mentor.

No decorrer dos três anos do curso, o mentor deve comprometer-se a:
1) Realizar encontros bimestrais (4x/ano), informais e/ou formais, para prestação de contas. (O aluno é fortemente encorajado a procurar seu mentor na semana que segue cada módulo do Mestrado em Ministérios, seja pessoalmente, seja via Skype, e-mail, etc., para prestar contas sobre:
a) o progresso nas matérias
b) desafios pessoais, familiares e ministeriais
c) alvos, objetivos, propósito de vida
2) Encorajar o aluno em seu desenvolvimento pessoal, familiar e ministerial.
3) Orar juntos.
4) Entregar um relatório anual à direção do programa sobre o aproveitamento do aluno.

Responsabilidade do Aluno
Cabe ao aluno a tarefa de procurar o mentor com regularidade, agendar os encontros e pedir o relatório anual.

A FORMATURA DO ALUNO ESTÁ CONDICIONADA À ENTREGA E APROVAÇÃO DOS RELATÓRIOS ANUAIS DE MENTOREAMENTO.

“Currículo” para Mentores e Mentoreados
No decorrer do curso, os dois devem conversar e orar a respeito de:
1) Sua percepção atual do propósito de Deus para sua vida e ministério futuros
2) Seu plano pessoal de crescimento, coerente com seu passado e sua visão do futuro.
3) Sua avaliação pessoal da sua vida à luz do ensino bíblico sobre
a. Caráter cristão
b. Andamento da família
c. Andamento do ministério
d. Desenvolvimento vocacional/profissional