História SBPV

O SBPV, então IBPV (Instituto Bíblico Palavra da Vida), foi fundado em 1965, começando com 11 alunos sob a direção do missionário David N. Cox, em Atibaia, São Paulo.

A filosofia básica do SBPV fundamentou-se no exemplo de Esdras: “Porque Esdras tinha disposto o coração para BUSCAR a lei do Senhor, e para a CUMPRIR, e para ENSINAR em Israel os seus estatutos e os seus juízos”. (Ed. 7:10). Assim, o programa do SBPV tem dado ênfase às áreas de ESTUDO, VIDA e MINISTÉRIO dentro de um ambiente de discipulado e ORIENTAÇÃO. Pessoas com interesse sincero de fazer a vontade de Deus têm encontrado no SBPV um programa intensivo de estudo, trabalho comunitário e ministério que combina o conhecimento crescente da Palavra de Deus com um aperfeiçoamento de seu caráter cristão para uma vida coerente com os princípios e padrões bíblicos.

No início o IBPV oferecia apenas um programa acadêmico. Com o passar do tempo, o programa acadêmico foi se desenvolvendo, e hoje o SBPV oferece cinco cursos em seu Programa Residente (Básico, Licenciatura em Teologia ou Missões e Bacharel em Teologia ou Missões), um Programa de Extensão (Curso de Treinamento de Líderes), e o Programa de Pós-Graduação com dois cursos (Mestrado em Teologia e Exposição Bíblica e Mestrado em Ministérios Cristãos).

Dentre as demais instituições de ensino teológico no Brasil o SBPV, no Programa de Graduação (residente) se destaca pela filosofia de modelagem que apresenta na orientação do aluno. Por meio da descentralização em grupos pequenos, formando famílias junto com casais de orientadores da Equipe, os alunos compartilham necessidades e vitórias, trabalham e oram juntos, cada um estimulando o outro ao amor e à prática das boas obras.

Hoje muita coisa mudou além do “I” (de Instituto) para o “S” (de Seminário). De um grupo de 11 alunos, atingimos hoje a média de 200 alunos residentes, 350 no Programa de Extensão e 80 na Pós-Graduação. A visão de suprir missionários para o trabalho entre os índios do Brasil, que foi o impulso inicial para a formação do SBPV, continua viva, mas cresceu e até alcançou outros países e culturas. O coração do SBPV pulsa junto com o do Mestre pelo cumprimento da Grande Comissão – “… fazei discípulos de todas as nações”.